Direitos Humanos na perspectiva do Dr. José Gregori ao longo de seus 90 anos de vida

No dia 08 de outubro o Professor Reinaldo Bulgarelli em sua aula de Diversidade e Inclusão trouxe a ilustre presença do Dr. José Gregori. Uma magnífica aula de história, sociedade, ideias e direitos humanos. Antes de apresentar um pouco as visões dessa história viva, ressalto que para mim é sempre uma satisfação e uma honra sentar ao lado de uma história viva. Com seus 90 anos de idade, as limitações da idade sem sombra de dúvidas são perceptíveis, mas a mente brilhante de uma pessoa vivida permanece lúcida para contar as experiências e os aprendizados ao longo de sua vida que teve como grande marco a luta pelos Direitos Humanos no território nacional.


A história de materialização da dignidade humana é longa e cheia de sacrifícios. Não acompanha uma linha horizontal ou mesmo inclinada, mas sim uma linha curvada, que ascende, declina e cresce. Uma eterna montanha russa.


Na Constituição Brasileira, o Art. 5 apresenta os direitos e deveres individuais e coletivos. Os Direitos Humanos no Brasil foi e faz parte de uma grande luta, com conquistas seguidas de conquistas. Hoje, de uma certa forma estamos em dia com os nossos compromissos de Direitos Humanos, embora sabemos que é preciso melhorar bastante, mas também devemos reconhecer ao longo do último século avançamos muito!


Tem gente que questiona os direitos humanos e sua existência, mas eles são fundamentais para garantir a igualdade e outros valores. Nós, seres vivos presentes no planeta Terra não sabemos como iniciamos a caminhada nesse planeta e também não sabemos como iremos terminar, mas estamos aqui para descobrir se estamos implementando os direitos humanos em nosso dia-a-dia. Portanto questionarmos e refletirmos sobre nossas ações fazem parte do crescimento e da implementação dos direitos humanos (que abrange diversidade, inclusão).

Para defender os direitos humanos precisamos de paciência. A paciência faz parte dos direitos humanos e é um dos instrumentos.


Hoje estamos passando por uma pandemia, que desencadeia em doenças físicas, mentais. Professor José diz que ao longo dos 90 anos de vida passou por inúmeras experiências profissionais e pessoais. Essa pandemia não é o fim da vida, mas o começo de uma nova. O covid-19 pode representar um avanço nos direitos humanos se nós, cidadãos enxergarmos antes de tudo que a natureza está mandando uma mensagem.

Independentemente de quem manda (se alguém manda)... a natureza manda uma mensagem. E nós temos o dever de decifrá-la.


#direitoshumanos #CF #brasil #constituicao #ODS16 #direitos #ONU #deveres #instrumentos



0 visualização0 comentário